26 de julho de 2011

Das revistas sobre casamento


Eu adoro ler e adoro revistas.

Não obstante sempre tenha preferido as revistas em quadrinhos ou mesmo as revistas de cunho jurídico e (ou) científico, por esses tempos acabei adquirindo algumas revistas casamenteiras e notei alguns "detalhes":

. É óbvio que há uma variedade, sem fim, de modelos de vestidos para noivas e madrinhas. E há referências para endereços e contatos, isso é importante.
. Há muita propaganda desnecessária para quem mora no interior do norte do Paraná (sic). Mas é compreensível na medida que a grande maioria das revistas é de São Paulo ou Rio de Janeiro.
. Considerando que as revistas são quase que totalmente voltadas para a relação entre consumidor - fornecedor, ou seja, só tem mesmo propaganda (porque entrevista de capa com casal de BBB não conta né, peloamordesantoonófrio), as achei caras. Não me importaria de pagar 17 dinheiros por uma revista desde que houvesse conteúdo de 17 dinheiros não é mesmo?

Na realidade o que eu gostaria de ter encontrado nas revistas que adquiri é:

. Referências básicas para a organização do casamento e da casa (mas desisti já que  grande parte dos fornecedores são prestadores dos mesmos serviços e o "faça você mesmo" contrapõe, de certa maneira, essa ideia) - Não sei porque os editores pensam que eu vou adquirir o serviço de um cerimonial com o rosto de um ser esquisito estampado na página. Evidente que não! Vocês também acham esquisito?

. Uma série do tipo "essa ideia foi realmente implementada e deu certo!", porque há algumas pseudo-considerações nessas revistas que eu realmente me pergunto se são plausíveis e possíveis de serem utilizadas.

Porque né?! Tá certo que a revista tem um custo de 17 dinheiros mas fazer um casamento lindo e elegante e decretar insolvência civil não é comigo.
Aliás, tenho muitas ressalvas quanto ao quê significa um casamento lindo e elegante, enfim.

. Gostaria de ler reportagens interessantes sobre a evolução dos casamentos e dessa indústria, estilos e entrevistas, "Faça você mesmo", despedida de solteira, lua-de-mel, montagem da casa nova, entre outros. Poxa, considerando que os Blogs sobre casamento lideram em número de adeptas, imagino que não seja assim tão difícil encontrar temas relevantes, não é mesmo?

Lógico que não me refiro a temas de revista de adolescente estilo "tudo o que você precisa saber na hora H" ou "como convencer seus pais a te deixar viajar com o amado". Mas imagino eu que esse universo casamentístico tem certa "carência" de uma abordagem mais interessante.

Por exemplo, eu amo os blog's que leio (e os recomendo!). Porque é lógico que somos mulherzinhas grau V (1), e que amamos detalhes, incluindo os de decoração, docinhos, lua-de-mel (2), e que temos sonhos secretos de viver felizes para sempre (3), mas temos contas para pagar, cursos para fazer, decisões racionais para tomar. E nada disso nos tira do patamar de noivas perfeitinhas (sic).

Enfim.
Comprei as revistas e acho que continuarei comprando. Mas é fato que os editores precisam entender que há vááááááááááááários tipos de noivas, [quase] noivas, [sempre] noivas, [lindas] noivas, [irmãs queridas] de  noivas, noivas [amadas pelo elmo], noivas [rockeiras], noivas [modernas] ... que precisam de atenção! #momentocarênciadeser

37 comentários:

Géssica (Kinha) disse...

Postei uma novidade hiper legal no blog. Se ainda nao fechou seu vestido de noiva, passa lá e dá uma olhada. É Imperdivel...
http://umalindapromessa.blogspot.com/2011/07/tenha-seu-vestido-pelo-mesmo-preco-do.html

Caiti Tainá disse...

Ahh mas temos uma estratégia..agora chegamos um pouco antes do casório começar e ficamos junto com os músicos, que normalmente ficam lá em cima e daí ninguém vai te ver..rsrs

bjos!

Helen Harris disse...

Concordo 100%!!! A única revista que acho que lida melhor com isso é a Martha Stewart Weddings, que comprava aqui nos EUA (não sei se tem no Brasil). A Noivas RJ, Noiva da Caras, etc, eu achava meio inutil, pois com exceção da parte de "casamentos de verdade" que acho super legal, o resto parecia mais uma páginas amarelas com fotos bacanas...bem frustrante mesmo!
A solução (pelo menos para mim) foi me jogar nos blogs e ler sobre a experiência de outras noivas/recém-casadas. Isso foi o que mais me ajudou (além da Casar é Fácil no Orkut).
Beijinhos e boa sorte!

Caiti Tainá disse...

Agora falando sobre o post...concordo plenamente com vc, acho essas revistas um desperdício de dinheiro, é sempre a mesma coisa, os mesmos anunciantes e nenhuma matéria relevante. Agora imagina eu, jornalista, lendo essas coisas?! Acho tudo muito pobre, editorialmente falando, acho que os blogs são muito melhores do que revistas.

bjos!

Paulinha disse...

Adorei o [irmãs queridas] de noivas. rsrs
Aff... flor! Esse povo só quer vender, vender e vender. Claro que tem muito coisa bacana nessas revistas, mas nem td podemos aproveitar.
Sabe qual o meu grilo nesse mundo casamenteiro? É o poder que a simples menção da palavra NOIVA tem. UI... Fica tudo mais caro, mais dificil e complicado.
E eu estou morrendo de medo, apesar de estar fazendo estágio com o casório da Nanda, de não conseguir fazer o meu casamento do jeito que eu quero!
Acho que entrei na TPN antes mesmo de marcar o casamento.
kkkkkkkkkkkkk

http://www.socorrominhairmavaicasar.blogspot.com/

Géssica (Kinha) disse...

Pois é flor, você pode comprar pela compra programada que você pode ir pagando aos poucos atpe que chegue perto o dia do casamento!

Casar é assim... disse...

Eu tbm cheguei a comprar revistas..mas aí parei quando percebi que elas eram separadas por setores de vendas: primeiro as páginas dos vestidos, depois dos buffets, depois dos salões para dia da noiva e etc....e quem paga mais tem mais espaço! E mtos fornecedores legais vc encontra andando pelos blogs e não nessas revistas!!!

beijos!!!

Eline disse...

Concordo Completamente com você!
Essas revistas de casamento deixam muito a desejar. Até porque, como já mencionado, os preparativos vão muito mais além do que vestido e flores...

Desisti das revistas já ha´algum tempo... tenho uma coleção enorme delas.. e se espremer bem.. sobra pouca coisa.. porque é tudo igual

Ludmilla disse...

CONCOOOOOOOOOOOOOORDO 100% com tudo!
que taaaanto de propaganda é essa? E onde ficam as dicas? sempre que vejo uma revista casamenteira só tem propaganda de vestido branco, nada de interressante como: Como escolher o prato principal? Qual o lugar ideal para o seu tipo de cerimonia? - sabe, é ruim essas revistas... sem contar o inumero fotoalbum de pessoas que se casaram com propaganda de quem fez o casamento deles, com um monte de foto deles, eles pagam por isso SÓ PODE!

Ludmilla disse...

momentosoumá

Oksana disse...

Eu até hoje comprei uma única revista casamenteira, e folheei umas outras no salão de beleza. Considero-as totalmente inúteis! São basicamente um catálogo de propagandas, e o espaço publicitário (assumido ou disfarçado de reportagem) nem sequer permite concluir de fato se o fornecedor é bom ou não, coisa que fica muito mais fácil visitando o site do mesmo fornecedor e, mais ainda, lendo opiniões de noivas que os contrataram, obviamente.
Diante disso, cheguei à mesma conclusão que você: as revistas do ramo não chegam aos pés do que encontramos GRATUITAMENTE na internê! :)

Melina Senson disse...

A favor!!! Caso algum editor de revistas veja isso, aplique!!!
Beijosss

Carolina disse...

Minhas primeiras revistas de noiva foram roubadas da loja da minha mãe. Além de só ter contato de fornecedor de SP, como eram antigas só tinha foto daqueles vestidos merengue!
Até comprei uma Noivas RJ e a última Vogue Noiva [essa não valeu a pena não], mas as últimas foram todas ganhadas!
Elmo queria um "casamento colaborativo": que um amigo ajudasse a fazer os convites, outro ajudasse a fazer os doces... O problema é que o salão já tem uma lista de fornecedores cadastrados, né? Fora que nossas famílias entraram numas de "pra que se estressar, se eu posso passar um cheque?"...

E tem um monte de coisa útil na minha bolsa, mas também tem um tantão de coisa inútil, né? ^^

Beijos!

*Lady Chaos* disse...

Olá...

Vim fazer uma visita!

Caraca esse clima todo de casamento me dá uma vontade maior ainda de casar! ^^

Logo logo é minha vez também.

Estarei por aqui pra sugerir umas dicas.

Boa semana!

^^

Tatiana K Wolff disse...

Eu gosto da Noivas RJ, é a única que irei comprar de novo! Mas os blogs dão de 10 a 0, sem dúvida!!
Bjs!

Carolina disse...

Gente! Só depois do comentário da Paulinha é que fui atentar pro "noivas [amadas pelo elmo]"! Que fofo!!! xD

[Reparou que a DDA aqui voltou porque tinha ficado com o comentário dela na cabeça, né?]

Lidiane Fenerich disse...

Concordo com vc, as revistas de noivas são o que a gente pode chamar de "encher linguiça". Também comprei uma e acredite até agora não me serviu pra nada!
Bjos

Eriquices disse...

Eu nao compro revistas mais [há uns anos tinha obsessão pelas revistas de decoração] e não conheço as revistas de casamento, mas acredito mto no q vc falou de eles fazerem mais propaganda do que o que realmente nos interessa [pensei comigo, vamos montar uma revista de noivas, ora! rs] com dicas, depoimentos, sei lá... mas enfim, tenho preguiça de comprá-as tb [- $]sem falar q tô preferindo mais os blogs que nos dão informações ótimas tb sobre casamento, né? bjss

Cris Rodrigues disse...

Confesso que fiquei até tonta lendo esse post! E a diabinha que há dentro de mim deu uma risadinha macabra de felicidade por já termos passado dessa fase de compulsão por revistas caras que não servem para quase nada.
A grande verdade é que é uma fase, toda noiva passa por ela, não importa o quão descolada vc seja, conforme-se, rs!
Depois vc percebe que as revistas legais mesmo são a Vogue Noivas e as americanas (essas custam muito mais que 17 dinheiros!)

Elisa disse...

Eu concordo plenamente! E vou te falar que só leio revistas quando ganho... hehehehe!
O mundo dos blogs é muito mais interessante e, por incrível que pareça, real! Tem frustrações, descobertas, recomendações sinceras de fornecedores... Adoro!!!

Bjs!

SoL disse...

E vc já deu uma olhada nas revistas de fora????
ai meu deussss
é tudoooo

Laís Vilela disse...

Bom, acho que é fase. Eu ganhei algumas revistas de amigas e de verdade [não ajudaram nada]
Daí que comprei um e vi que meus dinheiros estavam sendo desperdiçados. Daí parei e me joguei nos blog's aí sim a coisa rendeu rs
Beijo beijo ^^

Carolina disse...

São fotos de lá sim! O salão é bem pequenininho, mas a igreja fica em um lugar incrível... =)
Tenho que desencanar com aqueles móveis e no máximo comprar umas bandejas de vime ou coisa assim...

Beijão!

C. disse...

Oi Paulinha,

eu ainda acho a Internet o melhor lugar para achar tuuudo.
Você conhece o Stumble? Tem uma variedade enorme de blogs sobre casamento, um mais interessante que o outro.

Grande beijo!

Carolina disse...

Minha preferida da Amy com certeza é Tears Dry On Their Own, sim! E oolhaaa... Acho que desse grupinho de bridezillas eu sou uma das mais velhas, viu? Tô com 31, mas não espalha! xP

=***

Sandrinha disse...

Oi Ana Paula!
Estou conhecendo seu blog hoje e adorei... Eu me identifiquei com coisas que você escreveu aqui...
Já estou seguindo o blog!

Beijinhos

Sandrinha [Noiva, Quase nerd] hehehe
simplesmentenoivos.blogspot.com

Natalye disse...

super concordo...odeio qd compro uma revista que fala de ideias de decoração ou como organizar seu casamento...mas na verdade não ajuda muito! Ainda adoro ficar folheando elas e ver as fotos...mas prefiro os blogs!

=D

Ju Bório disse...

Adorei o post e concordo contigo! Bom quero te convidar para visitar meu blog então: www.comprometidas.com.br Mil beijos e eu adoro acompanhar suas matéris! Ju Bório

Ludmilla Mourão disse...

Ana Paula, eu sei que você é meeeeeeeeeeeeeeega ocupada, mais será que poderia me ajudar e me explicar como eu faço para fazer/ criar categorias ao meu blog, para dividir as postagens por tipo de assunto?

Solange Maia disse...

dureza, né ?!

uma idéia são as consultas ao velho amigo "google"... de vez em quando achamos pérolas impagáveis, que costumam valer mais do que dez revistas juntas...

e os blogs sobre casamento ? alguns são fantásticos...

o que eu faria ? mandaria um e-mail com suas sugestões para a tal revista...


beijo super carinhoso, amo seus comentários lá no eucaliptos, viu ?!?!

Paulinha disse...

Tem mais um monte de coisas para minha lista do 'Eu NÃO quero', mas me policiei para não ser taxada da noiva chata de galocha. rsrs
Vou ter q abrir mão por um detalhe: Não me caso sozinha, né? rsrs
E os pitacos do noivo? Por exemplo: Mini Wedding é para até 100 pessoas (meu sonho), mas o noivo conhece tanta gente, tanta gente, q... vou ter q abrir mão.
Casar na 4ª... os convidados ou não vão, ou me matam.
kkkkkkkkkkkk

http://www.socorrominhairmavaicasar.blogspot.com/

Babih Xavier disse...

Depois que conhecí os blogs, abandonei as revistas \o acho tudo muito "feito pra vender" e não exatamente pra ajudar a gente.

Letícia disse...

Oi, flor! Acabei de conhecer o seu blog e amei! No meu tb falo da vida de recém-casada (no meu caso é bem recente, tem só 7 meses).
Muito bacana o seu blog, já estou seguindo :)

beijo grande, Letícia
http://caseieagoraa.blogspot.com

Teen.Tação disse...

acabo de conhecer seu blog, é muito lindo!
estou seguindo e espero que vc retribua seguindo o meu!
sempre que eu tiver um tempinho, virei aqui!
Bjo flor

Ana Six disse...

Paula, chorei de rir com seu post, rsrs Vc tem toda razão, é tudo muito feio, muito brega e muito inútil. Eu até comprei algumas revistas, mas depois... fiz o blog.
Não tem nem comparação. Acho que se lançassem uma revista mensal de noivas - estilo blog, ia vender bastante!
Beijos

Melina Senson disse...

Flor, tem selinho pra você no blog.
Passa lá...
http://oblogdamelina.blogspot.com/2011/08/mais-selinho-s-yupi.html

Beijosss

Casamento Fabuloso disse...

ADOREI esse post! Cliquei em seguir na hora! Acabo de chegar de um 'passeiozinho' na rua e entrei em uma revistaria importante da minha cidade, folheei um monte de revistas casamenteiras que estavam sem aquele plastiquinho e pensei em muita coisa que você escreveu.
Parabéns, mesmo.
Beijão e parabéns pelo blog, que me foi super recomendado.